[Coluna] Precisamos falar sobre crises emocionais na vida acadêmica


Transtornos de ansiedade e depressão estão cada vez mais frequentes entre os estudantes universitários. Quantos colegas de graduação você conhece e que já passaram ou estão passando por esse momento difícil? Bom, o problema sempre foi registrado no meio acadêmico e, a despeito de sua seriedade e frequência, ainda carece de visibilidade e discussão.


Segundo a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), no ano de 2011, metade dos universitários brasileiros vivenciou algum tipo de crise emocional. A depressão foi a mais representativa: atingiu cerca de 15% dos estudantes, enquanto a média geral entre jovens de até 25 anos fica em torno de 4%.


As principais causas dessas crises têm sido apontadas como a transição da adolescência para a vida adulta – que ocorre justamente na fase em que o jovem está na graduação- cumulada com as cobranças recebidas da família e da sociedade como um todo, bem como a cobrança recebida de si mesmo por um bom desempenho acadêmico, somada à necessidade de corresponder às expectativas dos outros.


Há que se considerar também que o próprio modelo – já falido- de graduação, bem como o sistema de avaliações tradicional e a sobrecarga a que os alunos são submetidos, a todo o tempo, são sérios agravantes do quadro.


Todos esses fatores geram insegurança, medo e ansiedade, prejudicando profundamente o jovem adulto, que passa a ter dificuldades para se concentrar, para estudar, frequentar as aulas e realizar atividades avaliativas. Em casos mais graves, a evasão é uma realidade.


A despeito de toda essa conjuntura, é essencial que falemos abertamente sobre o assunto, pois apenas assim encontraremos uma solução para esse problema que aflige a maioria de nós. Lembre-se de que não é normal chorar por causa da tão esperada graduação com que você tanto sonhava e, de repente, transformou-se no seu pior pesadelo! Lembre-se, também, que a melhor alternativa quando se está passando por um momento de crise é parar, respirar fundo e falar sobre o assunto: certamente tem alguém pertinho de você que tem muitas experiências e impressões para compartilhar.

© 2018. Site desenvolvido por membros do Laboratório de Bioética e Direito (LABB).

  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • Instagram - Black Circle