[Coluna] “Os abraços do inimigo”: Duas sugestões de leitura diante da possibilidade de uma III GM

“Os abraços do inimigo”: Duas sugestões de leitura diante da possibilidade de uma III Guerra Mundial



Sexta-feira, 14 de abril, “Sexta-feira da Paixão”. Domingo, 16 de abril, “Páscoa”. Sexta-feira, 21 de abril, “Tiradentes”. Acredito que o fato de essas datas serem consideradas feriados nacionais contribua para que possamos saber o significado atrelado a cada uma delas. Porém, você sabe (ou se lembra) o que se comemora nos dias 18 e 23 de abril em âmbito nacional e internacional, respectivamente? Bem, para aqueles/as que estão com a resposta na ponta da língua (ou com a memória boa), parabéns! Porém, para aqueles/as que não sabem (ou não se lembram), bora conferir o resultado, pois ele é importante para a continuidade do texto. Então, vamos lá!


Domingo, 23 de abril de 2017. Nesse dia, comemora-se, pela 22ª vez, o “Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor”, instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A escolha da data se justifica pelo fato de ela representar o nascimento e/ou morte de grandes escritores, como Miguel de Cervantes e William Shakespeare. Terça-feira, 18 de abril. Nesse dia, com a publicação da Lei n. 10.402, de 2002, institui-se o “Dia Nacional do Livro Infantil”, escolha feita em consideração a data de nascimento do escritor Monteiro Lobato. Abro parêntese. A título de registro, informo que, no dia 02 de abril, comemora-se o “Dia Internacional do Livro Infantil”.  Fecho parêntese. Ainda preso num marco temporal, acho que o mês de abril deste ano toma uma conotação ainda mais simbólica, em razão de nele ter ocorrido acontecimentos impulsionadores de uma possível III Guerra Mundial, que pode vir a ser protagonizada por países como Estados Unidos, Rússia, Síria e Coreia do Norte, conforme tem sido noticiado nos últimos dias.

           

Pois bem, reconhecendo a relevância do direito à educação, à cultura e à leitura, que fundamentam as citadas comemorações, e a importância de refletirmos acerca do humano nas situações de conflito, apresento como sugestões de leitura dois livros, que li há poucos meses e achei bastante interessantes. São eles: “O Inimigo”, infantojuvenil escrito pelo sueco Davide Cali (1972-), e “O Livro dos Abraços”, de autoria do uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015), comentados a seguir, em apertadíssima síntese.

           

O primeiro narra, a partir da visão de um dos soldados, as tensões (reais e imaginárias, naturais e artificiais) vivenciadas em confronto e as auto negociações que surgem em decorrência disso. O autor nos convida a refletir sobre o sentido da Guerra e o significado da vitória, bem como a respeito das representações do inimigo (do outro, do selvagem...). De tão contundente e desestabilizador, concluída a leitura, a gente chega a questionar: está correta a classificação infantojuvenil? Ah!, não posso deixar de mencionar as ilustrações do francês Serge Bloch, que compõem e enriquecem o livro.  

             

Em relação ao segundo, antes de qualquer coisa, a reflexão já se inicia com a curiosidade e o impacto provocada pelo título, quando se para pra pensar no sentido do(s) abraço(s) em uma situação conflitiva. O livro é formado por pequenas histórias, em sua maioria, ambientadas no contexto social, político e econômico da América Latina, do século XX. Revelando-se grandes lições de vida, elas foram vivenciadas por Galeano (o qual esteve exilado no período da ditadura uruguaia) ou protagonizadas por outras pessoas, que compartilharam com ele suas experiências.

           

Enfim, concluo com o seguinte trecho-convite-aviso: “Nada que possa ser dito numa apresentação é capaz de chegar perto da beleza e da emoção que estas páginas contêm. Abra este livro com cuidado: ele é delicado e afiado como a própria vida. Pode afagar, pode cortar. Mas seja como for, como a própria vida, vale a pena.”. (Apesar de ele ter sido retirado da orelha do “Livro dos Abraços”, acredito que ele também se aplica, em alguma medida, ao livro de Davide Cali). Boa leitura!


_____________________

Referências Bibliográficas:


BBC BRASIL. Tensão com a Coreia do Norte: o mundo pode estar próximo da 3ª Guerra Mundial?


Disponível em: <http://www.bbc.com/portuguese/internacional-39649360>. Acesso em: 23 abr. 2017.


CALI, Davide. O inimigo. Tradução: Paulo Neves. São Paulo: Cosac Naify, 2008.


GALEANO, Eduardo. O livro dos abraços. Tradução: Eric Nepomuceno. 9. ed. Porto Alegre: L&PM, 2002.


JORNAL CIÊNCIA. A Terceira Guerra Mundial está próxima e existem coisas que você precisa saber. Disponível em: <http://www.jornalciencia.com/a-terceira-guerra-mundial-esta-proxima-e-existem-coisas-que-voce-precisa-saber/>. Acesso em: 23 abr. 2017.


© 2018. Site desenvolvido por membros do Laboratório de Bioética e Direito (LABB).

  • Facebook - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
  • Instagram - Black Circle